top of page

Ô LOCO MEU! FAUSTO SILVA NO CORAÇÃO DE UMA POLÊMICA




No dia 20 de agosto o país ficou sabendo que o apresentador Fausto Silva estava com uma insuficiência cardíaca grave e precisava de um transplante de coração. Domingo seguinte eis que surge nova informação: a cirurgia de troca de órgãos havia sido um sucesso. E aí despertou-se aquela pergunta “peraê, peraê... como é que a coisa correu tão rápido assim???” E começaram a pipocar suspeitas de que Faustão poderia ter adquirido – no mercado negro ou algo assim – um coração novinho, advindo de alguém que partiu dessa pra melhor. Ou seja, ele teria comprado um órgão, já que é milionário. Não vi nenhuma postagem ou não vi ninguém afirmando com essas palavras a forma como se deu tão velozmente a operação, mas nas entrelinhas era por aí. Muita gente – que leva meses pra marcar uma simples consulta básica pelo SUS – viu vantagem nesse fato, movido a dinheirama.


Eu mesmo coloquei num grupo “o SUS foi rápido pra Faustão, hein?”. O que eu estava querendo dizer, de coração, não era sobre a possibilidade do animador de auditório ter custeado seu musculo cardíaco, e sim que ele, como alguém que tem acesso aos melhores médicos e hospitais, tinha à disposição uma equipe com conhecimento técnico sobre os tramites, o que ajudava a acelerar o processo, assim como os mais abastados obtém os melhores advogados que conhecem os mecanismos jurídicos pra livrar seus clientes da cadeia ou postergar a condenação o máximo possível. No meio do questionamento, vieram as justificativas que deixaram claro o porquê da rapidez do ocorrido. Então, vamos ao coração do problema.


O tempo médio para um transplante desse órgão é de 18 meses, daí as suspeitas, já que haviam 385 pessoas inscritas no Sistema de Transplantes do Brasil. Porém, aparecem fatores como prioridade, gravidade do caso, compatibilidade e outras situações que vão empurrando o necessitado pro início da fila. Quando Faustão gravou um vídeo na data da divulgação de seu quadro, ele parecia estar bem, não aparentava estar nas últimas ou acamado a ponto de nem poder falar. Todavia, estava tomando uma bateria de medicamentos pra manter o bombeamento do sangue e já estava perdendo essa capacidade, o que apontava enfraquecimento do órgão. Sem dizer que ele tem mais de 70 anos. O apresentador, diante dos fatos, pulou pra segundo lugar na fila, seguindo legalmente as normas para isso, com nota explicativa do Ministério da Saúde e tudo.


Um dado interessante, que a meu ver passou bem despercebido, é que a médica Denise Dornellas comentou numa entrevista que os maiores doadores são pessoas negras - que morrem em maior número que pessoas de outras etnias. Um estudo realizado por um pool de hospitais públicos do Espírito Santo, constatou que 60% dos doadores são pessoas negras, mas apenas 10% dos negros recebem a doação. O coração de pedra do racismo estrutural apronta mais uma das suas!


Dito isso, podemos inferir que o SUS é algo que funciona no país, tão bem quanto à pensão alimentícia. Em 2021, um grupo de empresários mineiros foram investigados pela tentativa de compra da vacina da Pfizer contra a COVID-19, antes das doses chegarem ao SUS e serem catalogadas no Programa Nacional de Imunizações, bom que se diga. No mais, o que vimos foram celebridades, políticos, e trilhardários precisarem esperar sua vez, e alguns deles morreram antes de serem picados pela agulha. A celeuma em torno do caso Faustão, portanto, enfartou no meio do caminho e não teve progresso. Dessa vez, a central única das fake news – essa sim sem alma e sem coração – ficou a ver navios.


Todo esse desenrolar de dúvidas, suspeitas, e maior conhecimento do funcionamento do Sistema único de Saúde, serviu pra tomarmos cuidado ao receber uma mensagem e intuir análises que beiram teorias da conspiração. Ainda assim, alguns youtubers sofreram pesadas críticas – pra dizer o mínimo – ao fazerem esse tipo de alerta, de procurar saber antes de já desconfiar que teve treta ou algum “caroço no angu”. Assim como muitos acharam que houve fraude nas urnas eletrônicas, outros acham que Bolsonaro nunca sofreu facada nenhuma, foi tudo armação.


Faustão já gravou vídeo e está em rápida recuperação. Enquanto o próximo questionamento da vez não chega, melhor criar o hábito de pesquisar antes e não ficar tentado a aceitar ideias conspiratórias. O que os olhos não vêem, o coração não sente.


FONTE:





32 visualizações0 comentário
bottom of page