• Tulani Nascimento

Negras Plurais






Depois de me render aos encantos e as múltiplas possibilidades comunicativas do instagram, no qual decido que conteúdo quero consumir, quem quero escutar e acompanhar, meu perfil se inundou de Tulipas Negras que me servem de alento para dar continuidade ao meu trabalho de Re-existir. Não me engano, sei que as redes sociais têm pontos positivos e negativos, mas, nesse momento, fico com o positivo: a possibilidade de estar entre os meus, ou melhor, entre as minhas.


Em uma manhã “quarentenera”, ainda na cama, recebo uma notificação do inicio de uma Live das Negras Plurais. Decido entrar. É surpreende a força da Caroline Moreira, Ceo e Founder das Negras Plurais. Cheia de positividade, embalada pelo refrão da música da cantora estadunidense Cardi B: "Money, money, money", Moreira nos leva a ter a noção da importância da energia do dinheiro em nossas vidas, e nos ajuda, desde o primeiro momento, a quebrar paradigmas e pensamentos limitantes sobre nossa a relação mulheres negras com o dinheiro. Pelo menos notei o resultado na primeira live.


Caroline Moreira é uma gaúcha arretada, especialista em autoconhecimento e responsabilidade social. Um ser inquieto, criadora de projetos com propósito; nos anima a ocupar nossos espaços e acreditar em nossas capacidades. Porque mesmo sendo as melhores na sala de aula, sendo eficientes no trabalho, a síndrome da impostora nos persegue.

Com Negras Plurais me sinto no Quilombo Virtual, na qual mulheres negras, do Oiapoque ao Chuí, trabalham em suas iniciativas profissionais, ao mesmo tempo que vibram para que cada potência ali tenha êxito no trabalho que desenvolve.


2000 mulheres já se inscreveram em projetos realizados pela Rede. Sua última iniciativa é a criação de um app que incentiva o Black money. Lá mulheres negras vão poder cadastrar gratuitamente seus produtos, facilitando e automatizando as vendas. Um projeto sincero que conecta empreendedorismo e afeto. Um impulso para que mulheres negras sejam protagonistas das suas próprias histórias.


“Quando a mulher negra se movimenta, toda a estrutura da sociedade se movimenta com ela”. Esta é a frase da afro feminista Angela Davis, que permeia a trabalho de Caroline.


É nós por nós. É a sororidade e o mulherismo pulsando em cada uma dessas pretas tão potentes. É o amor e cuidado entre mulheres negras, de forma cuidadosa e verdadeira.


Na semana passada, Caroline soltou o verbo na Revista Vogue. Ela chamou atenção ao fato de que não basta dar visibilidade... “Se você quer ser realmente antirracista invista no progresso de mulheres negras. E quando eu falo de investimento, eu falo de aposta financeira e não de assistencialismo”.


Porque Negras Plurais é isso: sair da retórica e partir para ação. É sair dos modismos. Sair do meu Quilombo para o mundo. A ancestralidade latente por ações afirmativas reais.


Referências:

https://www.linkedin.com/in/carolinemoreira-negrasplurais/

https://www.linkedin.com/in/negras-plurais/

https://www.instagram.com/negrasplurais/

https://www.instagram.com/negraemmovimento/

https://mundonegro.inf.br/negras-plurais-com-muito-afeto-workshop-de-negocios-tem-primeira-versao-paulistana/

https://mundonegro.inf.br/tag/negras-plurais/

https://vogue.globo.com/semidade/Dona-de-Si/noticia/2020/06/quer-ser-antiracista-investa-no-progresso-de-empreendedoras-negras.html

https://forbes.com.br/forbes-insider/2020/06/negras-plurais-anuncia-aplicativo-para-conectar-consumidoras-e-empreendedoras/


Foto: Divulgação.

RECEBA AS NOVIDADES

        PARCEIROS

© 2020 por Soteroprosa | Design por Stephanie Nascimento. Implementação e suporte por Wix.com.