A dor que habita em mim, saúda a dor que habita em você.



Cuidado com o que você ouve, as mais belas e dolorosas músicas, aquelas que gritamos intensamente e arranca nossa alma para fora, foram escritas por suicidas. Cuidado com o que você for ler, porque as mais belas poesias e as mais profundas palavras foram também escritas por suicidas. A dor que habita em mim, saúda a dor que habita em você.


Toda vez que os escuto, sei que não estou sozinha nessa doença. Depressão não é apenas coisa séria, mas uma forma de falar de si e do mundo. Falar de dentro do abismo interno que habita em cada um. É preciso ser forte demais para abrir essa porta e fazer parte do palco de horror que estão em nossas células e cada sinapse dos nossos neurônios.


Cuidado ao adentrar em si mesmo, mas não evite, uma hora ou outra, a porta se escancara… as vezes sinto que quanto mais nos afastamos mais fica difícil suportar a volta. No entanto, o perigo é grande de ser consumido por toda essa escuridão. As mãos compridas e famintas internas são aterrorizantes. A fome dos zumbis e dos vampiros internos consome qualquer ser que os visita… e comem a si mesmos. Não seja essa pessoa que é comida por si, por causa da imensa fome. Acredite, por mais que doa seus próprios membros a seus fantasmas, eles não se saciam.


Se eles perguntam

Quem se importa se mais uma luz se apagar?

Em um céu de um milhão de estrelas

Ela cintila, cintila

Quem se importa quando o tempo de alguém se acaba?

Se um momento é tudo que somos

Ou menos, menos que isso

Quem se importa se mais uma luz se apagar?

Bem, eu me importo

One more light - Linkin Park


Esse ser lindo, vocalista da banda Linkin Park, Chester Bennington, cometeu suicidou por enforcamento em 20 de julho de 2017, após anos enfrentando a depressão, justamente no dia do 53 aniversário de seu grande amigo Chris Cornnell que também cometeu sucidio dois meses antes. Lembrando que One more light foi tocado no funeral de Cornnell.


“ E se um dia hei de ser pó, cinza e nada

Que seja a minha noite uma alvorada,

Que saiba perder… para me encontrar…”

Livro de poesia volume 2


Florbella Spanca, tenta suicídio por três vezes, não resistindo a última, na véspera da publicação de sua obra-prima Charneca em Flor.


“Carpe diem. Aproveitem o dia, meninos. Façam de suas vidas uma coisa extraordinária”

Filme: A sociedade dos poetas mortos


O grande ator de filmes premiados, comediante e com uma lista enorme de conquistas e fãs, Robin McLaurin Williams, é encontrado morto em 11 de agosto de 2014 por asfixia causada por enforcamento, após anos enfrentando uma luta contra uma depressão severa.


Pessoas extraordinárias, com histórias de vida com muita tragédia, traumas e sofrimento. Algumas das pessoas mais brilhantes que conheci, deixaram esse mundo por meio da depressão. É muito fácil julgá-las sem ter vivido a dor dessas almas, sem tocar bem no fundo o poço interno que habita misteriosamente em cada um.


Então, cuidado quando entrar em si mesmo, se arme de muita proteção e vá com calma, mas não se demore, porque mais cedo ou mais tarde, as sombras nos alcançam, e nada pior do que nos pegar desprevenidos. Aceite que a vida é uma escolha e que precisamos lutar por ela a cada dia, pois a morte já está determinada, mas a vida cabe a você. Não dê o gostinho de facilitar o processo natural do fim da sua existência, afinal, existir já é um ato de resistência.


Então se medique, terapeutize-se, cuide-se, prazerise-se e seja extraordinário! Viva o tempo que lhe couber, sem antecipar o fim determinado.


Link da imagem: https://blogdoleo1.wordpress.com/2017/07/20/a-morte-de-chester-bennington/

21 visualizações0 comentário