top of page

O PREÇO DE SER UMA FÊNIX





Sim! É preciso romper com a romantização das complicações da vida. (Para com a mentira que a gente aprende com a dor.) Entretanto, é impossível não admirar quem atravessa as adversidades tal como a fênix. Renascer é uma das coisas mais poéticas da vida. Afinal, em tempos em que não se sabe se é bomba ou tiros, se é calor do verão que se aproxima ou sequelas do aquecimento global, conseguir obter uma rima é coisa rara.


“Renaissance world tour” é um dos nomes mais comentados nos últimos meses, pois está associado a ELA. (A mulher que acumula seguidores das redes, mas segue APENAS o Jay-Z) Beyoncé Giselle Knowles-Carter após 07 anos distantes dos palcos, ressurge revelando o preço de ser uma fênix. E aqui não falo da questão desta turnê ser recorde de bilheteria, mas do que está envolvido em ser uma força. No que tange à ex- Destiny's Child é uma força feminina negra. E sei que cada um na sua história precisa ser também uma verdadeira energia.


Enfim!


A estrutura da turnê conta com luzes, telões, cavalo reluzente e looks icônicos que fazem referência ao renascimento do Harlem e ao futurismo, o que já subentende que não há espaço para um show desses num país que assume o rótulo de emergente, só para não assumir que é subdesenvolvido desde a época de Cabral. Dessa forma, o que falar dessa megaestrutura em Salvador? Hum... Tudo bem que Caetano Veloso é um luxo, Maria Bethânia também. Os novos baianos me animam e Glauber Rocha e Castro Alves é uma relíquia cultural. Apesar disso, não há propensão para abrigar uma discoteca humana. Se existiram tantos debates com a onda rosa em torno do filme da Barbie, imagina só com o pedido “Usem prata” feita pela diva pop-americana.


Outro preço, que envolve a lenda egípcia, é a concepção de beleza. Ao interpretar a canção Flaws and All, Beyoncé aponta para as suas imperfeições. Acredite! O ícone canta o verso que no Brasil é "(...) quando quero atenção eu tendo a ser chata. Eu sou uma hospedeira de imperfeições” bem… esse é o custo que pagamos ao atravessar o processo chamado “renascer.” Quando ficamos cientes de quem somos, aceitamos até as nossas falhas e nesse universo de aceitação, acabamos nos esbarrando em alguém que diz com muita tranquilidade:

-Eu te amo! Até suas imperfeições são perfeitas.


E aí? É só isso?


Não! Saber quem você é sempre lhe permite a aceitar também o outro e suas singularidades. Inclusive, a turnê traz bailarinos não-homogêneos. Eles dançam com cabelos e maquiagem distintas e isso só prova o que todo mundo já sabe, mas às vezes esquece. Ninguém é igual a ninguém.


Querida, fênix!


É importante salientar que nessa trajetória você não vai estar só. A supracitada cantora contou com a sua filha no corpo de baile, deixando a plateia enlouquecida. E você? No processo de autocombustão quem vai com você ou por você? Afinadíssima a Beyoncé vai com o seu chapéu de prata, eu às vezes com salto ou simplesmente descalça apenas... vou! E você? Disposta a pagar o preço?


_____________________________________




42 visualizações0 comentário
bottom of page