Relatório Figueiredo: o massacre brutal que o Brasil desconhece!

Quem estuda a história do nosso país sabe que encontramos em nossas memórias diversos malfeitos e crimes contra a humanidade. Escravizamos afrodescendentes durante 350 anos, que foram deixados à mingua após a extinção do regime; golpes foram praticados, pessoas presas e perseguidas, corrupção nos altos escalões do poder, regimes autoritários, pobreza alarmante, racismo, homofobia, machismo... Não faltam fatos vergonhosos e absurdos gloriosos na biografia do Brasil. Porém, ainda há escassa divulgação daquele que pode ser um dos piores crimes, presente desde que os colonialistas pisaram por aqui: o genocídio das populações indígenas. Notícias não faltam, no entanto, os reflexos na sociedade são imprecisos e de pouco impacto.