top of page

MINHA TORRE, MINHA VIDA: A VENDA DE ÁREAS AMBIENTAIS EM SAVADOR PARA A ESPECULAÇÃO IMOBILIÁRIA.





Na última sessão da Câmara de Vereadores de Salvador, em dezembro de 2023, os edis aprovaram um projeto que permitia vender ou doar (!) mais de 40 terrenos públicos, sendo 15 áreas verdes. Sancionado pelo prefeito Bruno Reis, o projeto vem dando o que falar. Três desses terrenos vem gerando muito buchicho e apreensão. Não é pra menos: beneficia políticos e empresários e pode gerar um especulação imobiliária pela cidade que pode contribuir para desmatar e edificar a torto e a direito nosso município. Tá reclamando do calor agora? Imagine quando verdadeiros arranha-céus pipocarem por aí!

 

Um desses espaços situa-se numa encosta da Baía de Todos os Santos, no bairro da Vitória, que interessa a Novonor (ex-Odebrecht). Após negociar um pequeno edifício ao lado, a empreiteira pretende construir uma torre que pode chegar a 36 andares! Os interessados? ACM Neto e João Gualberto, ex-prefeito de Mata de São João, que  - dizem – é proprietário de metade de Praia do Forte! A possível construção desse empreendimento causou um rebuliço que foi parar na justiça. O desembargador Marcel Peres suspendeu o leilão. Entidades em defesa do meio ambiente tem se manifestado para que as desafetações territoriais não prossigam.

 

Outra proposta da Novonor é a elevação de dois espigões de 15 e 16 andares na Praia do Buracão, no Rio Vermelho. Ativistas e banhistas tem se preocupado muito com o sombreamento dessa região. Nesse mesmo bairro foi erguido o Hotel Meridien, em uma área proibida para esse fim, nos anos 1970. O Plano Diretor Urbano de Salvador não permite edificações que causem sombreamento da praia, porém, no ritmo que estão ocorrendo esses projetos da construção civil, a força da grana que ergue e destrói coisas belas vai avançando. O antigo Othon Palace Hotel já foi adquirido pela Moura Dubeux, que pretende levantar uma imensa torre em frente à praia de Ondina.

 

A polêmica mais recente é a venda já concluída de um terreno, com vegetação de Mata Atlântica, no Itaigara, nas proximidades do Hospital Tereza de Lisieux. A Incorporadora Brasil Construções LTDA foi quem arrematou a área. Vem mais torres por aí. E a especulação imobiliária mata a Mata em Salvador...

 

E assim segue nossa cidade, especulada até não poder mais, com empreiteiras tomando conta da orla e de bairros nobres, desmatando e suspendendo espigões e espigões. Salvador, cidade com alta informalidade, desigualdades sociais gritantes, mazelas sociais históricas, e poluição sonora a perder de tímpanos, não consegue acompanhar a evolução dessa selvageria de pedra. A população parece estar alheia, absorta em tantos problemas, diante a concretização da urbis. Isso vai gerar um problema futuro (não tão futuro assim): o aumento da temperatura. Se tem muita gente reclamando do calor agora, imagina quando essa verticalização se evidenciar! Eletrodomésticos que tem a serventia de combater as altas temperaturas não tem dado conta do riscado (você liga o ventilador e ele vira um secador de cabelo!). Agora pensem no drama de uma cidade rodeada de altíssimos prédios nas proximidades da orla? Tudo indica que haverá bloqueios da circulação do ar e a sensação térmica aumentará gradativamente. Quem mora no miolo – Brotas, Cabula, Liberdade, Cajazeiras – poderá sofrer horrores com isso! É o que dizem especialistas ambientais. E numa cidade economicamente frágil como a nossa, fica a pergunta: quem vai morar nesses espigões??? Segundo o prefeito, o município arrecadou 9 milhões com a venda de 14 terrenos. Particularmente, considero uma arrecadação irrisória pra tanta incerteza urbana.

 

Arborização que é bom nada! Pelo contrário: obras tem suprimido árvores e viadutos e mais viadutos vem transformando a paisagem numa parafernália de concreto. A costa litorânea parece um deserto sem vegetação e não há uma, uma proposta sequer de arborização. Já que os habitantes da soteropolis estão por fora dessa eminente espiganização, só resta esperar o nosso derretimento em meio a tanta floresta de pedra que nos rodeará!


FONTE:


 

 

 


IMAGEM: UOL.


35 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page