A ABERTURA DA CAIXA DE PANDORA DOS RESSENTIDOS

*Por Matheus Peleteiro


O mito grego da Caixa de Pandora trata da chegada da suposta primeira mulher à terra (Pandora) e do suposto surgimento de todos os males do mundo. Para tanto, o mito sustenta que, quando enviada pelos deuses, Pandora não veio só, e, com ela, numa história que agora não vem ao caso, foi enviada uma caixa misteriosa que não deveria ser aberta em hipótese alguma.


Certo dia, porém, cedendo à curiosidade inata aos seres humanos que ambicionam o conhecimento, Pandora abriu a tampa dela e deu vazão a infestação de todos os males do mundo. Quando se deu conta do erro que cometera, fechou a caixa e, acometida pela culpa, condenou a si própria por ter cometido o maior erro da história da humanidade.


Apesar de existirem diferentes versões do final da história, uma delas conta que, assim como sempre acontece quando um erro é percebido, no momento da percepção, já era tarde demais. O mal havia se espalhado e dentro da caixa só havia restado a esperança.