AGORA A MODA É... FUMAR PEN-DRIVE



Se das décadas de 1950 até 1980 o cigarro era considerado glamoroso, símbolo de independência, de liberdade, de virilidade para os homens e de charme para as mulheres, hoje o cenário é outro. Apesar de ser legalizado e vendido em mercados, padarias, em lojas de conveniências, em portas de festas e nas quase já falecidas bancas de revistas, não vemos propagandas de cigarros a algum tempo devido as legislações. Eles vêm sendo associados a maus hábitos e a doenças diversas, principalmente câncer e complicações cardiovasculares.


Personagens controversos fumam cigarros. Ele aparece na boca de bandidos ou de representações de profissões de alto estresse como policial, delegado, advogado. Mas dificilmente você verá o mocinho da novela das nove fumando um cigarro, porque já é sabido a algum tempo que fumar faz mal. Até aqui informações genéricas que a maioria de nós possui conhecimento. Apesar disso, o que intriga é o porquê de os jovens virem apresentando problemas decorrentes do uso da nicotina.


Mudam-se os tempos, mas nem sempre se mudam as vontades. Aquele cigarrão cheio de substâncias tóxicas realmente não é mais atraente para as novas gerações, até porque além de ter o risco de molhar, é preciso estar sempre com um isqueiro a mão – nada prático – e mesmo em suas versões saborizadas eles deixam a pessoa com um cheiro considerado ruim, exalante e com um hálito nada agradável – não atoa diversos fumantes se entopem de perfume e pastilhas de menta.


Para essa geração limpinha de fato o cigarro convencional não iria pegar, embora conheça alguns jovens que fumam ocasionalmente em festas, poucos realmente fazem o uso diário. Visando esse público, a indústria do tabaco teve uma sacada de mestre, que tal algo com gosto de menta, morango, chocolate ou baunilha, que não exale um odor ruim, seja tecnológico, compacto e que se auto acenda? Assim nasceram os vapes.


O vape é um dispositivo que tem um formato similar à de um pen drive, embora existam versões diferentes as mais compactas são as preferidas dos consumidores. O e-pipe (outra nomenclatura para vape) é um tipo de cigarro eletrônico que só precisa de um líquido para ser abastecido, esse, como disse lá em cima tem uma gama de sabores, conquistando a boca dos consumidores, principalmente a dos mais jovens e alguns até menores de idade. Mas por que enfatizar isso?


A primeira vista você deve pensar que não há nada de errado neles, que é um líquido inofensivo com gosto de chiclete ou de maçã verde. Uma tragada no vape dos amigos aqui e outra acolá, até que a sensação de bem-estar inunda você, é a nicotina batendo. Aquilo te traz um sentimento de leveza imensa, não te deixa fedido e nem com mal hálito, por que deve ser ruim? E aí que o bicho pega, quando você menos espera já tem seu próprio vape e fazer fumaça se torna um hábito do dia a dia.


As doses de nicotina no seu sangue começam a aumentar e você passa a desenvolver problemas pulmonares, na garganta e no sistema respiratório de uma maneira muito mais rápida do que se imagina, afinal, a praticidade e as vantagens do dispositivo são bem maiores em relação ao cigarro convencional, as tragadas também.


A cantora Solange Almeida recentemente se abriu e falou dos males do vape em seu cotidiano, prejudicando sua voz e por consequência sua carreira. Além dos efeitos adversos da nicotina em sua vida. Felizmente ela está se recuperando. Outros artistas como Zé Neto, que faz dupla com Cristiano, também revelou que adquiriu um problema pulmonar devido ao uso do cigarro eletrônico. Além de vários relatos médicos sobre pessoas que foram internadas por conta do uso contínuo do dispositivo.


Em um dos episódios da série Desserviço ao consumidor, da Netflix, o vape aparece como tema. Um dos focos do episódio é a febre do “pen-drive tóxico” em colégios dos E.U.A e a crítica a variedade de sabores e de cores, tanto do e-pipe quanto da substância que são inseridas neles, mascarando o real problema do uso e as consequências que podem chegar mais cedo do que se espera.


Por mais que existam versões sem nicotina das substâncias do vape, as quais podem ser praticamente inofensivas, digo praticamente já que ainda se está inalando fumaça com alguma substancia dentro. Ainda, a mais comercializada é com a nicotina, mantendo a indústria do tabaco funcionando, essa é responsável pela morte de milhares de pessoas todos os anos e continua sendo incentivada por governos, mesmo que de maneira indireta.


Apesar de termos o livre arbítrio de usar ou não substâncias, seja elas quais forem é importante que haja uma conscientização dessa nova forma de fumar, desde campanhas nas escolas até em centros de saúde. Além do controle sobre a redução de danos, o que exigiria treinamentos de equipes e abertura de centros especializados em nosso país, porém isso é conversa para outra hora porque englobaremos outras drogas e o tabu que está envolto a elas.


Hoje o SUS disponibiliza um programa antitabagismo que oferece orientação e tratamento com o uso de adesivos de nicotina e outras medicações para dependentes do tabaco, seja esse em qual modalidade for. Alguns planos de saúde também oferece o tratamento em suas redes. Portanto, é possível vencer o tabagismo e a ajuda pode estar no postinho do seu bairro. No mais, é preciso ter cuidado com os lobos vestidos de cordeiro, e o vape é um desses.


Imagem de capa:

< https://cdn.create.vista.com/api/media/small/177276126/stock-photo-cropped-view-male-hand-activating>


REFERÊNCIAS:

LEAL, Bruno. Ascenção e queda da propaganda tabagista. Visto em: <https://www.cafehistoria.com.br/ascencao-e-queda-da-propaganda-tabagista/> Acesso em : 14 de maio de 2022.


O JOIO E O TRIGO. Descortinando a fumaça: o lobby da indústria do tabaco em imagens. Disponível em: <https://ojoioeotrigo.com.br/2021/05/descortinando-a-fumaca-o-lobby-da-industria-do-tabaco-em-imagens/> Acesso em 15 de maio de 2022.


PORTAL BBC. A misteriosa doença ligada a cigarros eletrônicos que já matou seis pessoas nos EUA. Visto em: <https://www.bbc.com/portuguese/geral-49670309> Acesso em: 15 de maio de 2022.

PORTAL G1. Zé Neto, da dupla com Cristiano, alerta sobre uso de cigarro eletrônico que causou doença no pulmão: 'Para porque faz mal'. Visto em: <https://g1.globo.com/sp/sao-jose-do-rio-preto-aracatuba/noticia/2021/12/22/ze-neto-da-dupla-com-cristiano-alerta-sobre-uso-de-cigarro-eletronico-que-causou-doenca-no-pulmao-para-porque-faz-mal.ghtml> Acesso em: 15 de maio de 2022.

PORTAL UOL. Solange Almeida revela perda de vontade de cantar após cigarro eletrônico.. Visto em <https://www.uol.com.br/splash/noticias/2022/04/18/solange-almeida-revela-perda-de-vontade-de-cantar-apos-cigarro-eletronico.htm> Acesso em: 15 de maio de 2022.


PORTAL UOL VIVA BEM. Cigarro eletrônico é porta de entrada para o tabagismo, diz estudo do INCA.- Disponível em: <https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2021/06/12/cigarro-eletronico-e-porta-de-entrada-para-o-tabagismo-diz-estudo-do-inca.htm> Acesso em: 15 de maio de 2022.




98 visualizações0 comentário