NOVOS VENTOS TE CHAMAM



Se tem uma coisa que eu gosto é de conversar sobre instrumentos. Podem parecer todos iguais, mas para um geek da música como eu, debater sobre os vários modelos e fabricantes pode se tornar uma conversa que dure horas.


E uma das pessoas que eu mais tenho essas conversas é Ângelo. Ele é um baixista que sempre me aconselha sobre meus instrumentos. Além de me dar uma “aula” de musicalidade sempre que nos encontramos para fazer um “som de brincadeira”.


Mas e aí? O que essa história tem a ver com o assunto do texto? Bom... o fato é que meu amigo tem um projeto em andamento que, mesmo antes de conhecê-lo pessoalmente, eu ficava escutando as músicas admirado com a habilidade dos instrumentistas.


Bota habilidade nisso, pois quem ouve o projeto se depara com um som gigante! Que fica até difícil acreditar que o trio tem apenas três pessoas (sim, fui redundante).


Atualmente com uma formação composta por: Allan Vilas-Boas, na bateria, Rafael Alencar, nos teclados e, Ângelo Rosário, no baixo. O projeto TRIO AO VENTO é daqueles para quem procura aquele algo a mais saindo dos fones.


Com influências no jazz, na música brasileira e sem medo de flertar com gêneros mais exóticos, o Trio é um trabalho de gente grande, que facilmente te transporta para os mais variados cenários!


Gosto de escrever ouvindo música, e, para esse texto, coloquei as músicas do Trio ao Vento para tocar. E, por mais que já tenha ouvido elas incontáveis vezes, A música Teppich já me levou para as dunas dos países mediterrâneos, enquanto que, a Aluir me trouxe de volta para o Nordeste, passando pelo sertão.


Mas, sempre com a linguagem deles! Que se traduz numa sonoridade divertida, instigante e, às vezes, até misteriosa. Loucura, né? Sim, é! É uma onda difícil de encontrar no que ouvimos hoje em dia. Uma viagem que te transporta para outros mundos, através de uma execução perfeita de três músicos com uma criatividade acima da média.


E, se você é um Geek da música como eu, o projeto é um prato cheio para aprender e entender mais sobre timbres, técnicas e sonoridades. Com certeza vai fazer você olhar para seus instrumentos de outra forma. Querer sair da sua zona de conforto.


Tenho uma relação de amizade com Ângelo e Allan. Já tive o prazer de fazer alguns sons com o segundo. Mas, nem precisei tentar ser imparcial e não opinar sobre a banda. Pois, antes mesmo de conhecê-los, já tinha virado fã do grupo e mostrado para todos. Reconheço que até demorei para fazer uma coluna dedicado ao trabalho do grupo!


Aproveito, caros leitores, para convidá-los a conhecer o som deles, disponível no YouTube e no Instagram. Redes sociais em que você vai se deparar com vídeos, entrevistas e registros fotográficos do Trio ao Vento.


Quais músicas eu indicaria você ouvir pra conhecer o trabalho da banda? Bom... eles acabaram de lançar vídeos em 4K no canal do YouTube. E lá você poderá assistir minhas indicações: “Quarta Dimensão”, “Teppich” e “Voo Pro Recife” (escute abaixo). Essa última, inclusive, me dá o gancho para dizer: “Viaje no som deles”.



Instagram: @trioaovento

Youtube: TRIO AO VENTO


Foto de capa: <https://www.instagram.com/p/CJ1j1uZgbCa/>

26 visualizações0 comentário