O CARA MAIS LEGAL DO ROCK



* Por Yago Pedroza



Eu sou baixista. Mas tenho como um dos meus maiores ídolos na música, um cara conhecido por ser um dos melhores baterista do mundo e vocalista de uma das maiores bandas da história. Quem é? Mr. Dave Grohl. Para os que não o conhecem, esse é o nome do líder da banda Foo Fighters. Você pode amar ou odiar as músicas dele, mas não tem como negar que Dave Grohl é uma das personalidades que todo músico deveria aprender mais sobre. Mas por quê? Vamos lá.


Grohl começou tocando bateria em pequenas bandas de punk rock. Mas, entre shows e indicações, acabou tendo uma oportunidade no Nirvana. No documentário “Back and Forth”, o produtor Butch Vig nos conta o primeiro motivo do porquê que Dave Grohl é um exemplo a ser seguido.


Em seu relato, Vig exalta duas coisas que chamaram a sua atenção: a energia e simplicidade na personalidade de Grohl aliadas ao absurdo talento musical do novato na bateria.


Em um cenário onde a prepotência tem se sobressaído, a habilidade e a humildade do jovem Grohl mostram-se algo que deve ser crucial para todo músico. Até porque sempre vai surgir alguém que saiba mais do que você.


Com o trágico fim do Nirvana, Grohl recebeu convites para tocar com Tom Petty, outro nome histórico da Música. No entanto, ele preferiu fundar a sua própria banda, o Foo Fighters, onde assumiria os vocais. O projeto já começou apanhando, pois muitos comparavam sua atual banda a anterior. Isso quando não o condenavam pelo novo projeto.


Quem é músico sabe quantos nãos e quantas rasteiras tomamos. Com Mr. Grohl não foi diferente. Mas, o profissionalismo sempre falou mais alto com ele sabendo muito bem por onde e como ir.


O Foo Fighters se tornou uma banda gigante ao longo dos anos. Mas qual foi a fórmula? Eles apenas foram eles. Dave Grohl, que é conhecido pela sua personalidade cômica, fez questão de levar isso para os clipes da banda, indo na contramão das bandas que pensavam em fazer clipes com temáticas tensas. Levando essa energia para o palco, o Foo Fighters se mostrava divertida, empolgante e leve ao vivo. Com isso, os Foos se livraram de serem uma banda caricata dos anos 90/00. A partir de sua trajetória, Dave Grohl mostra algo que até hoje está em falta: a personalidade e a coragem para ser quem você quiser ser.


Além do Foo Fighters, Mr. Grohl se aventura como produtor e diretor cinematográfico. Dirigiu o clipe da música "Run" de 2017, que virou um dos maiores hits da história da banda. Além disso, produziu, dirigiu e atuou como entrevistador no documentário “Sound City”, onde contava a história do icônico estúdio de mesmo nome, seu pitoresco ambiente e sua mesa analógica única.


Aí entra um dos principais motivos que me fazer ser fã de Dave Grohl. Sair da zona de conforto. Mesmo sendo um dos maiores nomes do rock, ele ainda se arrisca a bater na trave ou acertar com projetos novos fora de sua área principal.


Dave Grohl é um showman sem ser um showman. Uma celebridade sem ser uma celebridade. Como qualquer artista, tem seus fãs e seus críticos. Mas, sua carreira pode ser usada como exemplo pra qualquer músico: de qualquer idade e em qualquer posição na carreira. Sobre quantos profissionais (dentro e fora da música) você pode dizer as mesmas coisas?


*Baixista e professor de música. Instagram: @yago.pedroza


Link da imagem: https://neighborhoodhalfwits.wordpress.com/2011/04/13/dave-grohl/









15 visualizações0 comentário