Youtube x Podcast x Leitura




Hoje escrevi um texto um pouco diferente, mais leve, mais pessoal, mas não menos reflexivo. Desde o inicio da pandemia no Brasil, de março de 2020 pra cá, eu tenho aprendido bastante coisa. Irei compartilhar uma delas.


Antes da pandemia, eu usava muito mais a visão para ter acesso às informações vindas dos meios de comunicação disponíveis. Seja na Tv, na tela de um computador ou smartphone, estava sempre ali focado em olhar a pessoa que fala e diz; em ser seduzido por expressões visuais. E com o boom de informações que recebemos o tempo inteiro, e a internet é a rainha delas, estava preso a tudo isso. Encontra-me na condição de joguete para todo tipo de informação, desde àquelas orientadas à minha área de formação, até conhecimentos laterais como saúde, futebol, espiritualidade, arte, filosofia, economia. Então, imagine um cidadão com mais de 100 canais inscritos no Youtube? A coisa é estava braba!


Comecei a perceber que me encontrava mais como objeto do que sujeito, na mão de uma rede como o youtube, que também tem sempre uma capacidade algorítmica de te arrastar a vídeos similares, fazendo você ser um ratinho de laboratório numa mini-roda gigante infindável. E resolvi, efetivamente, diminuir brutalmente o acesso aos canais que antes me conquistava pelos olhos. No máximo, assisto uns três vídeos por dia. E, ainda assim, extremamente selecionados. Quando passo disso, já me sinto marionetizado. Afinal também somos o produto das redes.


Então resolvi apostar em áudios. Sim, meus caros e minhas caras, resolvi arriscar mais em podcasts. E senti que nesta ferramenta sou muito mais independente do poder ultra sedutor da performance corporal dos youtubers e comentaristas dos diferentes tipos de canais disponíveis por aí, e das mais impressionantes imagens hipnóticas da sociedade do espetáculo. No podcast sinto-me mais tranquilo para só escutar assuntos relacionados ao que me interessa, e ainda posso estar fazendo outras coisas ao mesmo tempo, sem perder o foco no áudio, claro. Estou mais senhor de mim mesmo. E, olha! também comecei a fazer podcasts no Soteroprosa.


O fato é que se você não souber ser moderado no youtube, cirúrgico, fica refém de tudo que ele proporciona em termos de informação e entretenimento sem fim. Ele ocupa seu tempo, sua vida, seu tédio, seu espírito. Vídeo atrás de vídeo vai te deixar um tempão preso. Colabore com sua visão, suas retinas agradecem e te ajudam a prevenir possíveis problemas oculares.


Que tal aprender a escutar mais, já que ouvir é apenas um ato mecânico? Escutar podcast te auxilia a escutar mais o que as pessoas têm a dizer diariamente. Por isso, recomendo bastante a ferramenta. Diminua o tempo no youtube, poupe sua vista e seja mais independente. Ah, também aproveite para escutar músicas e programas de rádio, por exemplo, CBN ou Band News, principalmente para quem não pode ficar sem jornalismo diariamente. O celular é uma ótima ferramenta para isso.


Sobre este ponto do jornalismo e opinião diária, se jogue mais nas leituras. Sim, meus caros, minhas caras, existe muita coisa bacana sendo escrita em sites de opinião e mesmo de informação, sem cair em fake news ou fake opinion. Aposte também em colunistas que te agradem. Se puder, faça assinaturas, que beiram entre 9 a 20 reais mensais. Leia mais, pois ao ler mais, você é mais autônomo, mais capaz de dar ou dominar o sentimento que quiser, em qualquer tipo de leitura. Tornar-se-á mais senhor ou senhora de si.


Como conselho final, digo a você que está aí entediado ou enfadado, se afaste mais das mídias sociais visuais, pois elas acabam te cansando mais, te seduzindo mais, porque agem na performance da imagem de quem fala, como fala e de quem produz imagens sedutoras. Se não for para ler um bom livro, meditar, seja mais independente escutando mais do que vendo. Ou lendo mais do que vendo na internet. Sempre sem exagero. Numa justa medida. Com temperança. Porque, apesar de ser impossível não ser afetado por algum meio, que de uma forma ou de outra ajuda ou compromete sua saúde mental, por experiência própria sugiro que diminua gradativamente o show das imagens.


Até a próxima.


Link da imagem: https://blog.wpensar.com.br/pedagogico/podcasts-para-educadores/

34 visualizações2 comentários