top of page

13 SEXOS PARA EVITAR



A vida de uma recém solteira não é fácil!


A gente olha para os lados e só pensa numa coisa: ‘’quero dar’’. Caso você seja do tipo que espera o luto dissipar primeiro e passa algum tempo de resguardo (até para ter certeza de que o atual ex amor não voltará em 3 dias e 3 noites), continue lendo esse texto, pois a sua hora de subir pelas paredes vai chegar. 


Parece que o ‘’mundo de quem não tem um amor’’ é cheio de regras malucas de conquista e sedução, às vezes muito burocráticas e nada protocolares (particularmente, não entendo a monogamia em sua completude). 


Eu mesma precisei/preciso me atentar a todo momento sobre determinadas coisas e nem sempre consigo ligar o automático da buceta, desligando o emocional do coração (malditos hormônios ou maldita construção social em torno da socialização feminina?). 


Não estou dizendo que se relacionar namorando/casando (na monogamia ou na não monogamia) é uma grande maravilha (longe disso, às vezes), mas pelo menos os dramas fúteis (como quem limpa/arruma o que em tal semana ou o cardápio/filme da sexta a noite) são melhores para se administrar do que o dilema miserável dos/as solteiros/as: ‘’será que fulano/a gosta ou não de mim?’’. Ou aquele que atormenta grandiosamente: ‘’será que fulano/a vai me chamar pra sair ou aceitar meu convite no final de semana?’’. 


Quem está nessa situação sabe bem do que estou falando.


Com a minha baixa tolerância à paciência na arte da paquera (aliado ao saco que é estar nesse movimento no mundo neoliberal instagramável) sei que posso me dar muito bem numa noite, ou me ferrar grandão. 


Por isso, logo após ler o novo livro da Karla Fontoura me sinto abraçada como se lesse algo escrito para mim, a nova solteira de Salvador, vivendo a redescoberta dos ônus e bônus dessa vida. 


‘’Ah, mas você não é não mono?’’, sempre fui e continuo sendo, mas é claro que é diferente a experiência que se vive da não monogamia dentro e fora de qualquer relacionamento (segura a emoção para outro texto, vamos analisar sobre os conceitos de não monogamia, relacionamento aberto, amor livre e poliamor). 


Mas, depois dessa introdução contextualizadora, vamos ao que interessa! 13 sexos para se evitar que aprendi com a Karla lendo o livro ‘’13 contos sobre encontros desastrosos com homens’’[1] que vou explicitar aqui por meio de 13 mandamentos. 

Os chamarei de ‘’Mandamentos das fogosas’’. 


Mas antes de qualquer coisa, lembre-se: este é um texto com finalidade pedagogicamente lúdica, combinada a uma boa dose de humor suspeito. Além de que, estarei me referindo quase que exclusivamente a relacionamentos heterossexuais normativamente monogâmicos por aqui. Mas, caso necessário, problematize nos comentários. 


Primeiro Mandamento:

  • Não sairás duas vezes com o homem-coelho-frenético. 


Aquele que mete numa velocidade estranhamente desconfortável, como se salvar o mundo dependesse dele te mostrar o quanto é rápido com o quadril.  


Segundo Mandamento:

  • Não sairás com os pura e simplesmente maconheiros. 


Aqueles que são tão chapados, 24h por dia, que nem sabem o próprio nome. 


Terceiro Mandamento:

  • Não correrás atrás dos que não se esforçam para te ver. 


Aqueles que vivem dando perdido em ti, remarcando os encontros, te deixando no vácuo quando você abre brecha para convites (ou os convida mesmo) ou até mesmo que cozinham você semanas/meses, sem nunca marcar o rolê. 


Quarto Mandamento:

  • Não pegarás emprestado o tesão de ninguém.


Sabe aquele que você nem queria tanto assim, mas ele é fogoso e você está no período fertil com a vulva inchando quase que sozinha? Acredite, não será tão bom, então, melhor não. Liga o vibrador!


Quinto Mandamento: 

  • Abra mão dos low profiles.


Os misteriosos podem gerar aquela curiosidade gostosa, mas saiba que por trás disso você pode ser amante sem saber. 


Sexto Mandamento:

  • Não darás para os fanáticos religiosos. 


Este poderia dispensar comentários, mas se a pessoa acha que sexo é pecado, provavelmente ela também não saberá fazer.


Sétimo Mandamento:

  • Não darás seu cu, a menos que realmente sinta prazer no sexo anal. 


Sabe aquela peça que pede com jeitinho, mas você não curte tanto e fica pensando se libera ou não? Desista, pois, se não rola vontade, jamais queira agradar ninguém sexualmente. 


Oitavo Mandamento:

  • Não trairás. 


Outro que dispensa comentários, mas a menos que valha a pena, cuidado com a consciência pesada na hora de dormir. 


Nono Mandamento: 

  • Fugirás do homem-coelho-procriador. 


Aquele que tem mais filhos com pessoas diferentes do que você pode contar nos dedos. 


Décimo Mandamento: 

  • Não sairás novamente com quem performa no sexo. 


Sabe aquela pessoa que você olha e pensa ‘’que porra é essa?’’ e se sente numa cena de pornô amador de quinta categoria? Essa pessoa não sabe transar, ela só sabe reproduzir o que vê nos sites +18. Fuja!


Décimo primeiro Mandamento:

  • Tomarás muito cuidado com os novinhos de plantão. 


Se você curte e tem experiência com a categoria descrita, ok, mas se não, cuidado com os acneicos oleosos do pinto fino. 


Décimo segundo Mandamento: 

  • Não serás idiota com quem não fica exclusivamente com você. 


Se tem uma coisa que a monogamia adora é a exclusividade. Se você pertence a essa lógica e conhece alguém que, visivelmente vai comer você e outras 10 pessoas e você não se sente confortável com isso, porque diabos você parou de ficar com outras pessoas para dar exclusividade a este ser? Reflita e dialogue. 


Décimo terceiro Mandamento:

  • Não pegarás pessoas casadas com problemas no casamento. 


Se a pessoa tem um casamento aberto ou algo do tipo e você quer experimentar essa aventura (ou até mesmo ser amante), quem sou eu para regrar o fetiche  alheio. Mas, se a pessoa tem um relacionamento conturbado e cheio de inseguranças, por qual motivo você não vai procurar o seu relacionamento conturbado e cheio de inseguranças? Existe sororidade monogâmica?


Me conte se tem algum mandamento que você acrescentaria à bíblia das solteiras fogosas?  



____

Nota:

[1] Se você ficou interessade na obra: @karla.expansiva.dilacerante ou (71) 9 9712 2801

___

Foto: igor_kell / iStock


134 visualizações6 comentários

6 Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Rated 5 out of 5 stars.

Não comerás o broxa pela segunda vez achando que milagres possam acontecer

Não caia com a boca do cachorro quente sem antes ele cair na pizza.

Não continuará um sexo ao ter perdido o tesão e o interesse no meio do caminho .

Não comerás sem proteção um homem eis hetero de aplicativos

Não aceitara love bombing de estranhos apressados

Like

Porra,com esses mandamentos aí,não sobra nada pra mulher alguma!

Like
Replying to

Mulheres seletivas ou homens caindo em desuso?

Like

Rated 5 out of 5 stars.

Guria, esses texto é a verdade verdadeira de uma coisa que parece muito simples que é matar um tesão casual com um macho qualquer e, de repente, a gente se vê numa história esquisita, sem pé nem cabeça. Aleluias as mãos ligeiras e os vibradores! Estou só por eles nos últimos meses. <3

Like
Replying to

KKKKKK é verdade, Carla

Like
bottom of page